A prefeita de Carambeí, Elisangela Pedroso participou de um encontro com prefeitos de Tibagi, Carambeí, Piraí do Sul, Ipiranga e Arapoti, além do vice-presidente e do diretor financeiro da Castrolanda para a apresentação da Invest Paraná, agência de promoção e prospecção de novos negócios do Governo do Estado na tarde de ontem (5). 

O presidente da instituição, Eduardo Bekin, explanou o funcionamento da agência e a possibilidade de investir em empresas da região em parceria com as prefeituras, inclusive para a potencialização do turismo. A ideia é que as empresas apresentem projetos para a liberação de recursos, além de receberem assessoria durante todo o processo.

A prefeita, que também ocupa o cargo de vice-presidente da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG), falou que há uma união dos gestores visando buscar o desenvolvimento econômico e a atração de empresas e o investimento nas empresas dos municípios é essencial para a geração de emprego e renda. 

“O Paraná Invest é uma ferramenta importante para apoiar os municípios com subsídios financeiros e técnico visando beneficiar os municípios de pequeno e médio porte para atrair novos investidores”, disse. 

Agência
A Invest Paraná é um importante instrumento de apoio a empresas locais e novos investimentos, acompanhando todas as fases do projeto com serviços de classe mundial. Atua como ponte entre governo do Estado e iniciativa privada, auxiliando no levantamento de dados, fornecimento de informações e tomada de decisões estratégicas. Para garantir a segurança do investidor e melhorar o ambiente de negócios em cada cidade do Paraná, a Invest PR também criou o Programa Municipal de Atração de Investimentos (PMAI), que trabalha em conjunto com as prefeituras.
Entre os objetivos estão a identificação e proposição a problemas de infraestrutura que estejam, de alguma forma, dificultando o desenvolvimento das atividades econômicas das cadeias produtivas; articulação entre o estado e as organizações privadas, sejam nacionais ou estrangeiras, para promover oportunidades de negócios e gerar emprego e renda; auxílio aos municípios paranaenses no atendimento ao investidor e no desenvolvimento do seu ambiente de negócios; atração de novos investimentos, nacionais ou estrangeiros, bem como a promoção; estímulo à expansão das empresas já instaladas na região; acompanhamento e o desenvolvimento da atividade empresarial após a instalação da empresa.

Por: Gleidson Carlos  - Asscom