O governador Carlos Massa Ratinho Junior confirmou nesta terça-feira (29), em evento no Palácio Iguaçu, o investimento de R$ 130.127.148,54 em rodovias do Paraná. O pacote inclui a ordem de serviço de cinco obras e um projeto, além de autorização da licitação de outras duas obras e de um anteprojeto. Todas as iniciativas serão realizadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), vinculado à Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística (Seil). “Esses recursos são fruto do planejamento do Governo do Estado, que reduziu o tamanho da máquina pública para poder ter condições de investir. São contornos, terceiras faixas e readequações em rodovias que estão transformando o setor logístico do Paraná. Planejamento e organização que certamente trarão novos investimentos para o Estado”, destacou o governador. “O Paraná tem hoje a melhor infraestrutura do País por causa desse pacote de investimento, o maior da história do Estado”, acrescentou ele, fazendo referência aos R$ 7,5 bilhões aplicados desde 2019 em diferentes projetos logísticos, como no Porto de Paranaguá, no projeto da Nova Ferroeste e na reestruturação de diferentes aeroportos, como os de Umuarama, Ponta Grossa, Maringá e Cascavel, entre outros. “Estamos estruturando o Paraná com obras importantes em todas as regiões. São mais de R$ 720 milhões em licitações nos últimos meses, reforçando a vocação do DER-PR, um órgão que recuperou a credibilidade no governo Ratinho Junior”, ressaltou o diretor-presidente do DER-PR, Fernando Furiatti. “Esse é o maior volume de obras da história do Paraná, ações que eram aguardadas há 30, 40 anos e só agora estão saindo do papel”, acrescentou o secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex. NOVAS OBRAS – Entre os editais autorizados está a licitação da duplicação da PR-317 no perímetro urbano de Campo Mourão, região Centro-Oeste, em uma extensão de 3,7 quilômetros. Ela será realizada na modalidade Regime Diferenciado de Contratação Integrada (RDCi), que prevê a contratação do projeto e da obra em uma mesma empreitada, garantindo melhor interação entre equipe projetista e equipe executora, além da possibilidade de empregar tecnologias mais inovadoras. O orçamento é sigiloso, conforme previsto na lei do RDCi, visando estimular a competitividade entre as participantes. “É a maior obra da história de Campo Mourão, uma intervenção que a população esperava há mais de 20 anos. Vai impactar vários bairros e melhorar a mobilidade na entrada do município”, afirmou o prefeito da cidade, Tauillo Tezelli. Para o litoral paranaense será licitado o anteprojeto da duplicação da PR-412, iniciando em Guaratuba e seguindo até a divisa com Santa Catarina, rumo a Garuva, em um trecho de 12,1 quilômetros. Com investimento estimado de R$ 1.052.374,43, o anteprojeto será utilizado para a futura licitação dos projetos e execução da obra em um mesmo edital, também na modalidade RDCi. “É o único acesso por terra à cidade. Essa duplicação vai impactar na principal vocação de Guaratuba, que é o turismo. Mas também para quem precisa trabalhar, estudar, usar a rodovia no seu dia a dia. Uma obra estratégica para a logística do Paraná”, comentou o prefeito do município, Roberto Justus. Também será licitada uma obra de contenção na BR-476, próximo à Ponte dos Arcos em União da Vitória, região Sul, dando solução à queda de barreira no local e pondo fim ao risco de deslizamento de pedras. O investimento estimado é de R$ 4 milhões. A PR-445, em Londrina, na região Norte, vai ganhar uma nova passarela. O equipamento será erguido no km 74, próximo à Rua Ivan Sérgio Ataíde Vicente e Rua Caracas, no bairro Palhano. Com uma estrutura em concreto pré-moldado, ela terá extensão de 27,30 metros, com rampas com dois lances nos canteiros entre as marginais e a rodovia. O tabuleiro terá largura de 2 metros, permitindo a passagem simultânea de duas pessoas em sentidos opostos. A passarela e as rampas terão guarda-corpo de 1,10 metro de altura, com uma tela metálica fechando a passarela, garantindo mais segurança para os pedestres contra quedas. O investimento na obra é de R$ 1.369.000,00, com prazo de conclusão de 4 meses. O pacote de obras prevê, também, uma importante intervenção em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Um novo viaduto será construído no entroncamento da BR-376 com a Rua Joinville e Alameda Bom Pastor, em uma área próxima à agência do banco Bradesco. A obra prevê a elevação das pistas de rolamento da rodovia federal para o tráfego de longa distância, com o trânsito de veículos das vias municipais sendo realizado pela passagem inferior do viaduto e por meio de duas rotatórias, evitando os congestionamentos e longos períodos de espera na interseção atual, e garantindo mais segurança aos usuários. O investimento na obra é de R$ 33.639.768,42, com prazo de conclusão de 18 meses.