Os agentes de segurança pública da Polícia Militar e do Detransede (Departamento de Trânsito, Segurança Pública e Defesa Civil) de Carambeí encontraram na tarde de hoje (19), o corpo da jovem Ana Luiza da Silva Lopes, 18 anos, que estava desaparecida desde o dia 12 de agosto.

As equipes compareceram ao local por volta das 15h, e encontraram o corpo, que estava desovado em um matagal próximo do Colégio Cívico Militar Eurico Batista Rosas, no Boqueirão, em Carambeí.

Segundo a polícia, o corpo estava em avançado estado de decomposição, sem as roupas e apresentava um ferimento que pode ter sido ocasionado por disparo de arma de fogo ou uma facada, sendo fatal.

Familiares apareceram no local e reconheceram a vítima, que utilizava um relógio e possuía uma tatuagem no braço.

Além da Polícia Militar, estiveram presentes equipes da Delegacia de Polícia Civil de Carambeí e de Piraí do Sul, pois o suspeito que estava com ela antes de desaparecer teria extensa ficha criminal naquela cidade.

A área permaneceu isolada até a chegada do Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Grossa, que recolheu o corpo da jovem para os processos cabíveis .

O Instituto de Criminalística e a Polícia Científica compareceram para recolhimento de vestígios e provas que possam ajudar nas investigações da Polícia Civil.



As equipes encontraram o corpo em uma área de mata após denúncias e investigações, que apontavam que a vítima teria sido visto naquela área.



Colaboração: Vinicius Machado / Carambeí News 

Imagens: Defesa Civil de Carambeí/ Reprodução