Especial Carambeí News 

São 50 anos de história e atuação da Escola Municipal José Pedro Novaes Rosas em Carambeí. Na época, o município ainda era distrito de Castro (emancipado apenas em 1995), e sobre a gestão do prefeito castrense Rivadávia Menarim, foi criada no dia 23 de agosto de 1972 a instituição com sede na rua das Safiras, no Centro de Carambeí.

Colada ao ginásio de esportes mais frequentado da cidade, o Art Jan de Geus, a escola já está na história do município de Carambeí. Ao longo de seus 50 anos, diversas personalidades frequentaram a "José Pedro", como lideranças políticas, vereadores, empresários, religiosos, servidores públicos e trabalhadores, que ajudaram a construir a história de Carambeí e carregam consigo as lembranças da escola. De pai pra filho, é comum ver filhos de ex-alunos que frequentam a instituição.

A escola entra no grupo das instituições de ensino cinquentenárias instaladas em Carambeí, ao lado do Colégio Estadual Julia Wanderley, que iniciou suas atividades em 1963. 

O papel cívico e cidadão de muitos moradores de Carambeí começou ali. A instituição, uma das mais conhecidas de Carambeí, carrega consigo a qualidade de ensino ao longo dos anos, sendo uma das mais importantes não só do município como dos Campos Gerais.


Ex-aluno carrega as lembranças do tempo da "José Pedro"

Vinicius Machado, 24 anos, um dos responsáveis pelas postagens de conteúdos na página e portal Carambeí News, frequentou a instituição durante o ensino básico, entre os anos de 2004 e 2007. O jovem, que na época morava na região do Santo André, a mais distante da sede de Carambeí (aproximadamente 30 quilômetros), relembra da rotina do tempo que frequentava a escola. 

"Acordava pouco antes das cinco horas da manhã junto com meu irmão, que também estudava lá. Tomava café, pegava o ônibus, que fazia o trajeto na Santa Cândida, e chegava às 7h30 na escola. O recreio às 10h era bom, merenda muito saborosa", lembra.

Vinicius enaltece o ensino na escola e a importância na vida, e carrega até hoje os tempos da José Pedro. 

"Aprendi na primeira série a ler e escrever com a professora Sheila, na segunda muita matemática com a professora Patrícia, na terceira geografia e história com a professora Joseane e na quarta série aprendi muito com a professora Lucimara.  Lembro da professora Josefina (in memorian) e da diretora Maria Cristina".

Segundo ele, os tempos em que frequentavam a instituição lembram hoje devido "como voltei a frequentar aulas em uma instituição de ensino em Ponta Grossa e ainda moro próximo do Santo André, refaço um trajeto longe, de segunda a sexta-feira, mas dessa vez eu vou dirigindo", relata.

A escola municipal atualmente conta com 520 alunos, divididos nos turnos matutino e vespertino, 13 salas de aula, um auditório, laboratório de informática e além de ser anexa ao ginásio, possui uma quadra de esportes.  

Carambeí News/ Vinicius Machado/ Pablo Ryan