A apuração de 100% das urnas no Paraná indica que o governador Carlos Massa Ratinho Junior, agora reeleito, saiu vitorioso em 378 dos 399 municípios. O número equivale a 94,7% das localidades paranaenses e demonstra a alta aprovação do atual governo pela população de todas as regiões do Estado. Com um índice geral de 69,64% dos votos válidos, Ratinho Junior foi particularmente bem em regiões como o litoral paranaense, ultrapassando a barreira dos 74% em Paranaguá, 75% em Antonina, 76% em Matinhos e 79% em Guaratuba. O resultado pode ser explicado pela realização de obras emblemáticas na região, como a revitalização da Orla de Matinhos e o projeto da Ponte de Guaratuba. Os portos de Paranaguá e Antonina também receberam fortes investimentos ao longo da última gestão, o que fez baterem recordes consecutivos de movimentação de cargas. A gestão portuária também foi considerada a melhor do Brasil por três anos seguidos. No Vale do Ivaí, região onde nasceu e passou parte da infância, o governador também teve um desempenho acima da média. Em Jandaia do Sul, sua cidade natal, ele recebeu mais de 76% dos votos válidos. Em Apucarana, chegou a 77% e em Arapongas teve 82% dos votos. A região foi beneficiada com a construção e entrega antecipada do Hospital Regional de Ivaiporã, que reforçou o atendimento especializado à população de 16 municípios. Também foram destinados recursos para a compra de equipamentos, por meio de convênios, aos hospitais Nossa Senhora de Fátima, em Jandaia do Sul, cujo repasse financeiro possibilitou a aquisição de um arco cirúrgico digital com pacote vascular. Sob a gestão de Ratinho Junior, foram liberados recursos para a pavimentação e recape asfáltico entre Ivaiporã e Jardim Alegre e em trechos urbanos de Ivaiporã. Também há projetos contratados para a revitalização da rodovia que liga Jandaia do Sul a Kaloré e o Trevo de Mauá da Serra até Pitanga. Jandaia do Sul ainda é a cidade onde foi desenvolvido o projeto-piloto do programa Vida Nova, com a construção de 75 moradias populares para famílias residentes em assentamentos precários. NORTE – O desempenho do governador em Londrina (76%), Ibiporã (76%), Cambé (77%) e Rolândia (80%) demonstra uma forte aprovação da atual gestão também na região Norte do Estado. A população da região foi beneficiada por intervenções como a duplicação da PR-445 entre Londrina e Mauá da Serra, que facilitará a ligação com a Capital, além de um investimento de quase R$ 90 milhões em subsídios para a construção de 5.930 moradias nos municípios do Norte do Paraná. Na área da Saúde, os hospitais de Cambé, Ibiporã e Rolândia receberam R$ 55,4 milhões de investimentos estaduais para que pudessem ter direção direta e, com isso, melhorar a gestão hospitalar. OESTE – A participação ativa do Governo do Estado em obras como a segunda ponte entre o Brasil e o Paraguai em Foz do Iguaçu e a reforma e ampliação do aeroporto da cidade, que passa a poder receber voos internacionais, também impactaram o seu resultado na cidade. Nela, o governador obteve preferência de quase 75% do eleitorado, enquanto na vizinha Santa Terezinha de Itaipu superou os 78%. A região também será fortemente impactada pela duplicação da Rodovia das Cataratas e pelo projeto da Nova Ferroeste. RMC E DEMAIS REGIÕES – Área do Estado que concentra a maior parte da população proporcionalmente, a Região Metropolitana de Curitiba também garantiu uma votação expressiva para Ratinho Junior, onde ele concluiu obras que deveriam ter sido entregues para a Copa do Mundo de 2014, além de tocar outras intervenções importantes, como a duplicação da Rodovia dos Minérios, aguardada há décadas, e a ampliação dos hospitais do Trabalhador, Reabilitação e Oswaldo Cruz, reduzindo filas para atendimento à população. O resultado é que, na Capital, o governador teve 743 mil votos, o equivalente a 72% dos votos válidos. Proporcionalmente, os seus melhores índices na região foram em Campo Largo, onde ele fez 74%, e São José dos Pinhais, Quatro Barras e Quitandinha, cidades em que ele superou 76%. Ele também foi recordista de votos em Maringá (69%), Ponta Grossa (69%) e Guarapuava (59%), outras cidades grandes do Estado, e nos municípios menores dessas regiões, como Castro (67%), Colorado (63%), Pitanga (57%) e Sarandi (64%). VOTAÇÃO RECORDE – Graças a ampla vantagem conquistada em todas as regiões nestas eleições, Ratinho Junior foi o governador eleito com o maior volume de votos da história do Paraná com uma vantagem de quase 1 milhão de votos. Até então, o maior índice era do ex-governador Beto Richa, com 3,3 milhões de votos em 2014, enquanto o atual governador obteve mais de 4,2 milhões nestas eleições. Ratinho Junior foi ainda o governador eleito com o segundo melhor índice do país em votos válidos, ficando atrás do governador Helder Barbalho, do Pará, por menos de um ponto percentual. Confira a votação do governador Ratinho Junior nos 10 municípios mais populosos do Paraná: Curitiba – 743 mil (72%) Londrina – 214 mil (76%) Maringá – 149 mil (69%) Ponta Grossa – 123 mil (69%) Cascavel – 119 mil (70%) São José dos Pinhais – 116 mil (76%) Foz do Iguaçu – 107 mil (74%) Colombo – 80 mil (72%) Guarapuava – 55 mil (59%) Paranaguá – 57 mil (74%)