As partidas e chegadas de voos no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, ainda não foram normalizadas. Pouco depois de 9h, havia seis voos cancelados, dois de chegada e quatro de partida para Congonhas, em São Paulo. Apenas um estava confirmado de três, com aeronaves esperando no pátio. Havia 14 voos previstos. Segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), havia ainda sete voos atrasados, sendo três de chegada e quatro de partida. Os balcões de atendimento das companhias Gol, Latam e Azul estão com filas. São pessoas que tiveram os voos cancelados desde ontem ou remarcados e ainda as que tentam confirmar as partidas previstas para esta segunda-feira (10). Reclamações Alguns passageiros que não conseguiram embarcar ontem reclamavam hoje cedo da falta de perspectivas de viagem. Outros que tiveram os voos remarcados para hoje não tinham ainda conseguido embarcar e nem sabiam quando isso ocorreria. Também teve passageiro que estava com voo marcado para esta manhã e foi surpreendido com o cancelamento. Outros estavam preocupados porque não poderiam cumprir os compromissos marcados em São Paulo. O atraso e o cancelamento das saídas e chegadas do Santos Dumont foram causados por um acidente, ontem (9), por volta das 13h30, no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, com um avião de pequeno porte que teve o pneu do trem de pouso estourado no momento da aterrissagem e parou na beira de um barranco da pista. A retirada da aeronave só foi concluída 9 horas depois do acidente. O acidente na capital paulista afetou pousos e decolagens no Santos Dumont.