Após reunião técnica, o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) decidiram pela liberação parcial da BR-277 nesta quarta-feira (30), o que ocorreu por volta das 15h30.

A pista, atingida por deslizamento de terra em dois segmentos nos últimos dias, além da queda de rochas, passou por limpeza e melhorias, ficando liberada em pista simples do km 39,5 ao km 42, tanto no sentido Curitiba – Paranaguá quanto no sentido Paranaguá – Curitiba.

A medida, defendida pelo DER/PR, visa restaurar parcialmente o fluxo de veículos para o litoral paranaense, atualmente com bloqueios também na BR-376 e PR-410 (Estrada da Graciosa). Nesses dois casos, não há previsão de liberação.


OBRAS – No trecho atingido pela queda de rochas há pouco mais de um mês, o DNIT realizou contratação emergencial de obra de contenção do talude, um investimento de R$ 1,6 milhão.

Para os outros dois deslizamentos ainda serão avaliadas soluções. O Governo do Estado, por meio do DER/PR, se colocou à disposição do DNIT para dar suporte técnico, aporte financeiro ou mesmo para executar as obras, bastando somente uma definição do governo federal para início das medidas necessárias.