Exames feitos pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), neste sábado (12), apontam uma inflamação na garganta.

O motivo, segundo interlocutores, é “decorrente do esforço vocal”.

Os resultados clínicos também mostram uma “pequena área de leucoplasia”, espécie de mancha branca na corda vocal.

Além disso, ficou confirmada a remoção completa do tumor que o petista teve em 2011, quando realizou tratamento contra um câncer na laringe e se curou no ano seguinte.


Após realizar todos os trâmites hospital Sírio Libanês, em São Paulo, Lula deu sequência em sua agenda política, com viagem marcada para a COP27, no Egito, prevista para segunda-feira (14).

“O Presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva esteve hoje no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para avaliação clínica multidisciplinar de rotina.

Foram realizados exames de imagens: ecocardiograma, angiotomografias e PET scan, que estão normais e seguem mostrando completa remissão do tumor diagnosticado em 2011.

O exame de nasofibroscopia mostra alterações inflamatórias decorrentes do esforço vocal e  pequena área de leucoplasia na laringe.

O presidente eleito foi acompanhado pelas equipes médicas coordenadas pelo Prof. Dr Roberto Kalil Filho, Dr. Artur Katz e Dr. Rubens Brito.”


Fonte: Conexão Política