O Paraná é o único estado brasileiro avaliado com Transparência Diamante pelo Programa Nacional de Transparência Pública. O índice no Radar da Transparência Pública chegou a 98,51%. O levantamento foi divulgado nesta sexta-feira (18), dia em que a Lei de Acesso à Informação (LAI - Lei nº 12.527/2011) completou 11 anos. A média nacional entre os poderes executivos estaduais foi de 82,53%. Abaixo do Paraná ficaram Mato Grosso do Sul, com 94,05%; Minas Gerais, com 93,31%; e Rio Grande do Sul, com 92,57%. Só quem ultrapassou o índice 75% recebeu selos: diamante (95% a 100%), ouro (85% a 94%) e prata (75% a 84%). O Programa Nacional de Transparência Pública é promovido pelos Tribunais de Contas e pela Associação dos Membros de Tribunais de Contas (Atricon). O levantamento examina o nível de transparência ativa nos sites institucionais dos poderes executivos, legislativos e judiciários da União, de estados e municípios, além de Ministérios Públicos, Tribunais de Contas e Defensorias Públicas. A partir de 2019, a gestão do Portal da Transparência do Estado do Paraná e as ações ligadas à área passou para a Controladoria-Geral do Estado, por meio da Coordenadoria de Transparência e Controle Social. O controlador-geral do Estado, Raul Siqueira, reforçou que o Paraná entende que a transparência é uma ferramenta indispensável no combate à corrupção. “O acesso à informação é preceito constitucional e é fundamental para o exercício do controle social, aquele desempenhado pela sociedade sobre a administração pública”, explicou Siqueira. Ele comentou que o Estado alcançou ótimos resultados também em avaliações anteriores, principalmente durante a pandemia de Covid-19. Para Matheus Gruber, coordenador de Transparência e Controle Social, o resultado é o reconhecimento pelo trabalho desenvolvido em parceria com os órgãos e entidades da administração estadual, além da Celepar. “A CGE verifica diariamente a qualidade das informações e se elas estão dispostas de maneira adequada à população. Sem o apoio da alta administração e o comprometimento de toda a equipe esse resultado seria impossível”, declarou.