Contrariando a previsão de término em janeiro, o levantamento do Censo 2022 será mantido ao longo de fevereiro e o Brasil só deve começar a conhecer seus resultados finais em abril. Foi o que informou, nesta quarta-feira (25), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), um dia após divulgar nota ratificando que realiza "de forma transparente" uma das maiores operações censitárias do planeta. A última previsão do IBGE era concluir a operação censitária em janeiro. Questionado pelo g1, porém, o órgão disse que "a cobertura completa dos setores censitários tem previsão de conclusão em janeiro de 2023", mas que os trabalhos de apuração serão mantidos ao longo do mês seguinte. A previsão inicial era concluir o recenseamento da população em outubro de 2022. O prazo, no entanto, foi adiado para meados de dezembro do mesmo ano. Todavia, ao divulgar, já em dezembro, o quarto balanço do levantamento porém, o IBGE estimou que só seria possível concluir o Censo 2022 em janeiro de 2023. Segundo o IBGE, até essa terça-feira (24) haviam sido "visitados cerca de 89 milhões de domicílios e recenseadas 184 milhões de pessoas". "A previsão é de que o IBGE divulgue os resultados definitivos do Censo referentes à população dos municípios em abril de 2023", enfatizou o Instituto.