A Spotify Technology anunciou nesta segunda-feira (23) planos para demitir 6% de sua força de trabalho, ou cerca de 600 funcionários, ampliando o grupo de empresas de tecnologia e mídia que têm tomado medidas semelhantes sob a justificativa de se prepararem para uma recessão. A companhia também afirmou que o vice-presidente de conteúdo e publicidade, Dawn Ostroff, vai deixar a empresa como parte da reorganização. A Spotify, que tinha cerca de 9.800 funcionários até 30 de setembro, afirmou que espera incorrer em despesas de 35 milhões a 45 milhões de euros relacionadas às demissões. Nos primeiros dias deste mês, Alphabet e Microsoft anunciaram dezenas de milhares de demissões. A Spotify anunciou em outubro que estava desacelerando contratações para o restante do ano e 2023. As ações da empresa acumularam queda de mais de 50% em 2022.